Entenda como identificar e proceder quando a obra é interrompida.

Obras paradas podem ter inúmeras causas. Saiba como proceder se isto acontecer.

Uma obra necessita de planejamento para que tudo ocorra da melhor maneira possível. Porém, algumas situações fazem com que a construção de determinado empreendimento fique parada por inúmeros fatores – seja através da fiscalização, falta de recursos para conclusão, greves da classe da construção civil e até mesmo falência da empresa. É possível retomar as obras interrompidas, mas isso depende de várias ações por parte do dono do empreendimento, contraentes dos imóveis e uma série de medidas legais que devem ser tomadas para retomar a construção. Neste artigo, vamos falar um pouco mais sobre esse assunto e como proceder quando há este empecilho.

Planejamento acima de tudo

Antes mesmo de falar da situação das obras paradas é importante ressaltar que um bom planejamento, que começa desde o orçamento e vai até o acabamento, precisa ser delimitado para que nada saia do controle e possibilite a interrupção da obra. Por isso, despender alguns valores a mais no começo da construção do empreendimento possibilita que, no futuro, você não precise gastar mais dinheiro para retomá-la.

Avaliação técnica

Se a obra foi interrompida, o primeiro passo é a contratação de um perito técnico que irá avaliar os motivos e como proceder para a obra ser retomada. Sem o aval deste profissional é perigoso retomar algo que ficou parado por muito tempo, principalmente em edifícios e construções que necessitam de inúmeras licenças. Assim, no momento da interrupção da obra, se a retomada deve ser na sequência, procure um técnico em edificações para avaliar a situação e iniciar novamente a obra.

Retomada de obras na Justiça

Se a alçada da sua obra apresentar recursos, sejam financeiros, humanos ou de materiais, suficientes para continuar a obra, no momento que ela for interrompida você pode procurar uma assessoria jurídica que entrará com uma ação legal para a retomada das obras. Isso é muito comum em licitações públicas e cada vez mais empresas focam neste assunto, contribuindo para que seja possível ter um respaldo jurídico quando há a interrupção. Converse com um advogado especialista no assunto que poderá guiar sua empresa ou você, cliente, se este problema acontecer.

Terceirização do empreendimento

Caso o problema seja da falta de recursos, diferente dos motivos que podem interromper a obra descrita no tópico anterior, é possível fazer a contratação de uma empresa terceirizada para retomar as atividades. Este é o procedimento básico daqueles que precisam concluir o cronograma, mas não dispõem de meios suficientes para que elas sejam entregues no prazo determinado. Aqui, novamente, dependendo da modalidade do seu empreendimento, é necessário a contratação de uma assessoria jurídica especializada para não cometer erros que podem paralisar a obra novamente.

Procure o serviço especializado

Quem interrompeu sua obra? O sindicato dos trabalhadores, o CREA, o setor de obras da Prefeitura ou até mesmo a Vigilância Sanitária? Identificando o motivo da interrupção da obra fica mais fácil proceder. Caso os problemas sejam em questão de documentos, é necessário ir até o órgão público responsável e regularizar. Já se a situação envolve os trabalhadores, é preciso negociar com a classe. Não deixe sua obra ser interrompida, seja você empresário ou comprador, e retome agora mesmo: contrate profissionais qualificados e não deixe o tempo corroer seu empreendimento – e, claro, o seu bolso.

Compartilhe com seus amigos: